Sensor Freestyle libre

CASO:

Uma cliente diabética há 18 anos me procurou com indicação do médico que a acompanha para uso de Sensor Freestyle libre, tendo em vista a necessidade de monitorar suas curvas glicêmicas. Alguns juízes têm indeferido este tipo de pedido por entenderem que o Sensor freestyle libre não se encontra no rol de procedimentos obrigatórios da ANS, razão pela qual não devem ser cobertos pelas Operadoras de Planos de Saúde.

A DECISÃO:

Não foi o caso do magistrado em questão, que entendeu, conforme entendimento da maior parte da jurisprudência, no sentido de que o tratamento adequado caberá ao médico que acompanha o paciente, não devendo o plano de saúde determinar qual método deverá ser adotado, já que o diabetes é doença com cobertura pelas operadoras de planos de saúde. Desta forma, nossa liminar foi concedida e a paciente terá em breve seus sensores para monitorar adequadamente suas curvas glicêmicas, diminuindo o risco de complicações e aumentando sua qualidade de vida!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *